sábado, 26 de maio de 2012

terça-feira, 22 de maio de 2012

Entre Artes

Em manutenção...

“A Expressão da Arte”, Fábio de Carvalho

“A Expressão da Arte” - Fábio de Carvalho
Não se descreve a fórmula psíquica que se processa na mente do artista durante a elaboração de uma nova expressão de arte.  Não existe adaptação; Não se requer do artista determinado nuance que caracterize o produto final da sua obra como sendo ela atributo de outra expressão artística. A origem de qualquer expressão criativa fundamenta-se naquilo que o artista sente, e de acordo com o procedimento e a causa que justifica tal elaboração, tem-se em vista, estilos, tipos, modos, que surgem do ilusório, como fio condutor da obra lançada ao mundo.
Não se descreve a arte como um produto de movimentos corretos, errados, justificáveis, desnecessários, pragmáticos... A obra surge de algum interesse que se processa de acordo com as explosões inexplicáveis que o artista, durante seu processo de descoberta e criação, transmite para suas pinceladas, coloridos, traços, combinações, improvisos, misturas...
Cada cor, cada gesto, cada sentimento, cada palavra confiada à arte, é fator decisivo para o rumo e a concretização do produto infindável: a obra.
É preciso compreender que a arte não se interpreta com um ponto final. Seu caráter comporta reticências e aspas abertas que garantirão sua essência sagrada ou profana, seu início sem um fim objetivo, sua imagem odiaria ou sua deformação que seduz.
“A arte serve para muita coisa, menos para ser definida”.
Fábio de Carvalho, ‘Sobre «Artes», Concepções’.
Conheçam os Blogger's de Fábio de Carvalho através do seu Perfil Google
http://www.blogger.com/profile/03916017243012504468